sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Marcio Fonseca entrevista Bettina Vaz Guimarães







Quem é Bettina Vaz Guimarães? E como a arte entrou em sua vida?
Nasci em São Paulo, estudei no Colégio Palmares
Minha família sempre viveu aqui em São Paulo e eu sou extremamente família.   A família é de extrema importância para mim.
Me lembro de criança ver minha mãe fazendo batik, eu ficava encantada com os desenhos com a cera sendo retirada. Ficava o tempo inteiro grudada observando e querendo fazer. Para eu não atrapalhar, ela me dava um caderno de desenho com lápis e canetas coloridas para me entreter. Eu gostava muito , mas adorava também observar o caderno de desenhos que minha mãe fazia. Este caderno guardo comigo como uma das coisas mais importantes, como se você uma iniciação e um amuleto. Tudo isto foram as primeiras coisas que me motivaram.
Outra coisa que me lembrei foi uma brincadeira que tinha de criança que eu amava, meu avo trabalhava em uma indústria farmacêutica e trazia para casa muitas embalagem de vidro transparente de remédios, eu adorava brincar de farmácia e nesta brincadeira eu dissolvia tinta do tipo aquarela com agua e produzia muitas tonalidades e ia colocando numa mesa e passava horas olhando e misturando. Esta brincadeira me influenciou muito na produção de minhas ultimas instalações.
Durante minha adolescência sempre pedia de presente para minha avo livros de artistas como Matisse, Van Gogh e eram meus presentes mais preciosos.



Como foi sua formação artística?
Minha formação foi na Faap fiz comunicação visual, tive aula de historia da arte com  Herbert Duschenes ( um dos melhores professores que eu já conheci.  Fazia muitas viagens por todo o mundo trazendo filmagens destes eventos para a sala de aula). Julio Plaza, Donato Ferrari Tive gravura  com Regina Silveira e Evandro Jardim.
Depois trabalhei dentro da área de comunicação visual e propaganda em 2 empresas e quando resolvi voltar para a área tive aula com Osmar Pinheiro e depois com Paulo Whitaker (super professor).


Que artistas influenciam seu pensamento?
Sem duvida nenhuma o mais importante foi Matisse, mas tenho alguns outros artistas que influenciaram meu pensamento como Paulo Whitaker Donald Baechler, Vania Mignone, Gerhard Richter, Philip Guston, Paula Rego,


 Como você descreve seu trabalho?
Descrevo meu trabalho como pintura, descrevo como figurativo, Uso tinta acrílica sobre tela e sobre papel. Faço imagens onde represento objetos do cotidiano. A maioria das imagens que representam geralmente estão no atelier.
Em algumas obras, faço uma reinterpretação de uma natureza morta de maneira  contemporânea.
Gosto também de imaginar um dialogo entre os objetos que represento, imaginando uma situação da vida cotidiana, ou um dialogo. Sempre tem uma narrativa.
No meu processo de criação discuto a colagem pois faço inúmeras sobreposições, onde as camadas se misturam e fragmentam  e tenho atualmente uma preocupação muito grande com variedade de tonalidades.

 O que é ser uma pintora no século XXI?
Acredito que a única diferença entre ser uma artista nos dias de hoje é termos que viver no caos das cidades, onde tudo é feito de uma maneira muito rápida. E sempre varias coisas ao mesmo tempo. E acho que atualmente temos um fator de grande consciência de nos mesmos.


O que você pensa sobre os salões de arte? Alguma sugestão para aprimorá-los ?
Eu acho a principio bastante democrático, É uma ótima maneira para os artista de inicio de carreira começarem a mostrar suas obras. Acho interessante para aprimorar é fazer mais discussões , onde os artistas possam falar mais o que pensam.


É possível viver de arte no Brasil?
Acho que sim, mas é difícil.

Como você estuda e se atualiza?
Eu me atualizo participando do Grupo Atelie Fidalga, grupos de estudos com Josué Matos, Juliana Monachesi , e muitas viagens culturais .


O material brasileiro para pintura já atingiu boa qualidade?
Eu acho que não, a maioria de materiais que uso são em geral importados, tintas, telas , papeis etc.

 O que é necessário para um artista ser representado por uma galeria?
Acho que não existem regras para ser representado por uma galeria, acredito embora o mais importante é acreditar no seu próprio trabalho e ter um relacionamento de confiança .


Quais são seus planos para o futuro?
 Puxa,  pergunta difícil, mas meus planos são continuar desenvolvendo meu trabalho de maneira seria. Fazer vários projetos de exposições , criar mais instalações e sites specific e pintar, pintar e desenhar.



   
Sem título, 2007.  Tinta acrílica sobre papel, 50 x 70cm.





    Sem título, 2010. Tinta acrílica sobre papel, 70 x 70 cm.


 Sem título, 2006. Tinta acrílica sobre papel, 210 x 300 cm.

 Sem título, 2006. Tinta acrílica sobre papel, 200 x 140 cm.


   Borrifo,  2007. Tinta acrílica sobre papel, 200 x 140 cm.


 Sem título, 2007. Tinta acrílica sobre papel, 42 x 29 cm


Sem título, 2008. Tinta acrílica sobre papel, 20 x 27 cm.


Sem título, 2008. Tinta acrílica sobre tela , 143 x 200 cm.


     Mamífero, 2008. Tinta acrílica sobre tela , 40 x 30 cm.



  Sem título, 2009. Tinta acrílica sobre tela , 198 x 143 cm.




 Sem título, 2009. Tinta acrílica sobre tela , 209 x 189  cm.



Sem título, 2009. Tinta acrílica sobre tela , 194 x 292 cm.


  Sem título, 2010. Tinta acrílica sobre tela , 140 x 193 cm.


Lança perfume, 2009. Tinta acrílica sobre tela , 153 x 121 cm.



 Sem título, 2010. Tinta acrílica sobre tela , 135 x 192 cm.


  Sem título com disfarce, 2011. Tinta acrílica sobre tela , 80 x 60 cm.


  Sem título, 2010. Tinta acrílica sobre papel , 178 x 147 cm.


Sem título, 2013.Tinta acrílica sobre tela , 105 x 138 cm.


 Sem título, 2012. Tinta acrílica sobre tela , 140 x 200 cm.

Sem título, 2013. Tinta acrílica sobre tela , 180 x 200 cm.




 Site specific- Galeria Zipper, 201. Tinta acrílica sobre MDF 240 x 252 cm.



Passadeira – Site specific para Aluga-se na Galeria Central, 2012, tinta acrílica sobre MDF ,721 diferentes cores, 399 + 540 x 81cm



















Bettina Vaz Guimaraes


55 11 99124712

Nenhum comentário:

Postar um comentário