terça-feira, 21 de agosto de 2012

Marcio Fonseca entrevista Lucia Laguna

Conversando sobre Arte Entrevistada Lucia Laguna.


Na correria da preparação de sua primeira participação na Bienal de São Paulo, a pintora Lucia Laguna gentilmente aceitou participar de Conversando sobre Arte. Lucia, com trabalho duro, competência, estudo e dedicação, conheceu o sucesso. É reconhecida por criticos, curadores, galeristas, colecionadores e colegas, entre elas, duas das maiores expressões da pintura brasileira Adriana Varejão e Beatriz Milhazes como grande artista, mas continua a mesma pessoa simpática e generosa. Obrigado grande Lucia.




Lucia Laguna (1941-) Nasceu em Campos de Goytaquases. Em 1971, formou-se em Letras, tendo trabalhado em escolas pública e particular por 25 anos lecionando Português e Literatura. Em 1984, iniciou sua formação artística na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Fez sua primeira individual em 1998. Participou do Programa Rumos Artes Visuais do Instituto Itau Cultural. Ganhou o Prêmio SESI Marcantônio Vilaça. Em 2007, exposição individual no Paço Imperial. Em 2011, indicada para o Prêmio Pipa. Participará da proxima Bienal de São Paulo. Sua pintura abstrata discute a paisagem, o jardim e o espaço onde a artista mora. Vive e trabalha no Rio de Janeiro É representada pela Galeria Fortes Vilaça, São Paulo.



Lucia, como a arte entrou na sua vida?

Como você sabe, Márcio, minha história com a pintura foi como as de amor à primeira vista: a gente se apaixona e quer saber tudo do outro. Esta sempre foi a minha pretensão, esquadrinhar a História da Arte, aprender com meus ídolos, copiar e repetir até até ganhar alguma experiência que me ajudasse a encontrar um caminho entre o passado e o contemporaneo. E esta é uma busca que nunca termina.

Você estará na próxima Bienal de São Paulo, qual é a sensação do convite e o que você mostrará?

A surpresa do convite para a Bienal me trouxe uma grande alegria, como se estivesse recebendo uma medalha olímpica por correr contra o tempo! Recomecei a pintar ferozmente. Agora, é só desfrutar da alegria de pintar.
A mostra é a verdade do meu trabalho no ateliê. São muitos - ficam dispostas como no ateliê, alguns bem próximos uns dos outros para explorar uma possivel relação entre eles...Há quadros que se referem diretamente ao espaço do Pavilhão da Bienal e seu entorno ( "O mundo é o que se vê de onde se está".-Milton Santos). No total são 35 obras de tamanhos diversos que serão remanejadas em tres montagens--a inicial da abertura, outra em outubro,outra prevista para novembro. Os quadros serão trocados de lugar e posição e outros inéditos serão acrescentados.

Lucia, sabemos, que você costuma escrever num painel de seu ateliê o nome dos artistas influenciadores de seu pensamento, você poderia dividí-los conosco?
É uma longa lista que aumenta sempre ...Vou citar alguns... Paolo Uccelo,Morandi, Piero della Francesca,Goya, Phillip Guston, Bispo do Rosario, Richard Deacon, Tony Cragg, Sean Scully, Turner, John Baldessari, Cristina Canale, Beatriz. Milhazes... entre muitos outros.
O que é ser uma pintora no século XXI?
Repito a resposta que dei ao Paulo Herkenhoff numa entrevista em 2007 : Um pintor contemporâneo tem de lidar com limites a afirmações, e quase fazer uma confissão de fé na força inesgotável da pintura e sua posição única na produção contempoRãnea ( assim era quandodo comecei em 1994 ...). Acho que pintar é sobre isso: o trabalho se constroi entre dúvidas e questionamentos. Gosto de pensar no mundo como superfície, usar as imagens,transformá-las, construí-las e desconstruí-las no monento mesmo em que se formam, segundo meu processo nômade...Esta 30a.Bienal Internacional de SP ( As Iminências Poéticas) também é sobre isso . Ela vai marcar seu lugar na Historia das Bienais...



Como foi sua formação na pintura?
Comecei a pintar depois de me aposentar ,aos 54 anos, em 1994, após uma carreira de 30 anos como professora de Lingua Portuquesa. Na Escola Visuais do Parque Lage, fiz cursos teóricos e práticos com Luis Ernesto, Charles.Watson, Kate van Scherpenberg, João Magalhaes, Paulo Sergio Duarte e outros. Considero que devo muito do pouco que sei às viagens monitoradas que fiz com Charles .Watson no Projeto Dynamic Encounters,visitando vários museus no mundo, atelies de artistas, debates com os professores. que nos acompanhavam... Tenho uma série de pinturas sobre o subúrbio do Rio e outras que se referem ao ateliê e ao jardim de casa. Ou seja, meu lugar no mundo é o meu assunto.







Paisagem No 17, 2008. Acrílica e óleo sobre tela. 150x230 cm.



Estúdio No 29, 2009. Acrílica e óleo sobre tela. 130x190 cm.




Paisagem No 24, 2009. Acrílica e óleo sobre tela. 150x180 cm.



Paisagem No 25, 2009. Acrílica e óleo sobre tela.





Pequenos Formatos No 25, 2009. Acrílica e óleo sobre tela. 39x44 cm. Coleção particular. Foto Mario Grisoli.




Paisagem No 41, 2011. Acrílica sobre tela. 125 x 125 cm. Galeria Fortes Vilaça.




Jardim No 2, 2011. Acrílica sobre óleo. 178x185 cm. Galeria Fortes Vilaça.




Galeria No 3, 2011. Acrílica sobre tela. 180x140 cm.


Jardim No 3, 2012. Acrílica sobre tela. 160x160 cm. Galeria Fortes Vilaça.













Exposições Individuais
2011
Galeria Moura Marsiaj, São Paulo
2009 Galeria Laura Marsiaj Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, Brasil
Galeria Virgílio, São Paulo, Brasil
2007 Galeria Cândido Mendes, Rio de Janeiro, Brasil
Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil
2006 Galeria Laura Marsiaj Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, Brasil
2004 Entre a linha vermelha e a amarela, LOJA/Edifício Galaxi, Rio de Janeiro, Brasil
2001 Entre a linha vermelha e a amarela, Arte Sumária, Rio de Janeiro, Brasil
1999 Lucia Laguna: Pintura, Centro de Eventos Empresariais da Bolsa de Valores RJ, Rio de Janeiro, Brasil
1998 Lucia Laguna: Pintura, Pequena Galeria Centro Cultural Cândido Mendes, Rio de Janeiro, Brasil
Exposições Coletivas
2012 30a Bienal de São Paulo, Fundação Bienal, São Paulo, Brasil
2011 32º Panorama da Arte Brasileira { Desarmado }, MAM, Museu de Arte Moderna, São Paulo, Brasil
An Other Place, Galerie Lelong, New York, USA
Gigante por su propia naturaleza, IVAM - Instituto Valenciano de Arte Moderna, Valência, Spain
Os Primeiros Dez Anos, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil
Pintura Brasileira Séc. XX, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil
Pintura Reprojetada, Centro Cultural Marcantonio Vilaça, Brasília, Brasil
Projeto Europália Brasil/ Bélgica, Mostra Cultural "A Rua" no MHKA, Museum Van Kunst Antwerpen, Belgium
2010 Arquivo Geral, curadoria [curated by] Beatriz Lemos e Marisa Florido, Centro de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro, Brasil
2009 Atelier Subterrânea, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
Galeria Marcelo Guarnieir, Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil
Galeria Millan, São Paulo, Brasil
2008 Arte pela Amazônia, Fundação Bienal de São Paulo, São Paulo, Brasil
Retrospectiva, Galeria Cândido Mendes, Rio de Janeiro, Brasil
Galeria Murilo Castro, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Prêmio Marcantônio Vilaça [Marcantonio Vilaça Award Exhibition] - exposição itinerante [touring exhibition]: Museu da República, Unisa Chaminé, Manaus; Museu Oscar Niemeyer, Curitiba; MAM, Rio de Janeiro; Solar da União, Salvador; FIESP, São Paulo, Brasil
2007 Os Trópicos: visões a partir do centro do globo, curadoria [curated by] Alfons Hug, Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil; Martin Gropius-Bau Museum, Berlin, Germany
Galeria do Convento, Rio de Janeiro, Brasil
2006 Itinerância Rumos Artes Visuais - Paradoxos Brasil, Instituto Itaú Cultural, São Paulo; Paço Imperial, Rio de Janeiro; Palácio das Artes, Belo Horizonte; Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Fortaleza; Museu de Arte de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil
Zona Oculta; entre o público e o privado, Centro Cultural CEDIM, Rio de Janeiro, Brasil
2004 Posição 2004, Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro, Brasil
Projéteis de Arte Contemporânea, FUNARTE, Rio de Janeiro, Brasil
2002 Eduardo Costa e Lucia Laguna, Foco 153, Rio de Janeiro, Brasil
2001 Efeitos Especiais de baixa tecnologia, Espaço Cultural dos Correios, Rio de Janeiro, Brasil
Rio Trajetórias (I Bienal Livre do Rio de Janeiro), Foco 153, Rio de Janeiro, Brasil
1999 Galeria Maria Martins, Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro, Brasil
1998 Arte e Cia., Casa de Cultura Estácio de Sá, Rio de Janeiro, Brasil
1997 Versões da Pintura, Galeria Primeiro Piso, Escola de Artes Visuais Parque Lage, Rio de Janeiro, Brasil
Formação
1998 Teoria e História da Arte, Escola de Artes Visuais, Parque Lage, Rio de Janeiro, Brasil
1996 Dynamic Encounters (Cursos intensivos de arte no exterior): Europa e Nova Iorque
1994 Pintura, Escola de Artes Visuais, Parque Lage, Rio de Janeiro, Brasil
1968 Letras - Língua e Literatura Brasileira, Portuguesa e Latina, Rio de Janeiro, Brasil
Prêmios e Bolsas
2006 CNI - SESI Marcantônio Vilaça para as Artes Plásticas, Brasil
Projeto Rumos Artes Visuais 2005-2006, Itaú Cultural, São Paulo, Brasil
Coleções públicas
BGA - Brazil Golden Arts Investiments, Brasil
Coleção Banco Itaú, São Paulo, Brasil
MAM - Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, Brasil
Museu Nacional de Brasília, Brasília, Brasil


Obrigada,Marcio.Um beijo para você.
Lucia Laguna
55 21 8788-4534
www.dripbook.com/lucia_laguna

Nenhum comentário:

Postar um comentário