sábado, 21 de julho de 2012

Marcio Fonseca entrevista Maria Mattos

Maria Mattos
Maria Mattos jovem artista com curta carreira, mas com o reconhecimento de seu trabalho por críticos e curadores, que a selecionaram para os importantes salões de arte de Fortaleza e do Pará. Agradeço a Maria por compartilhar com os leitores do blog seu pensamento e seus projetos.

Conte um pouco de sua história pessoal.
Nasci no Rio .

Qual foi sua formação artística?
Eu sou meio auto-didata...morei fora do Brasil muito tempo e lá em Nova York eu fazia todas as aulas de arte que eu conseguia colocar minhas mãos...School of Visual Arts, NYU, um pouco de cinema , teatro e isso incluia dança, mímica, fotografia e cinema...Não fiz nenhuma faculdade de arte, me formei em comunicacão...Aqui no Rio frequentei a Escola de Artes Visuais do Parque Lage, um pouco do Museu do Ingá, um pouco de Charles Watson, e agora estou com um grupo com a Dani Labra e o Grupo Alice.

Que artistas influenciam em seu pensamento?
...Hum, essa pergunta é difícil ...bom é que tudo me influencia...eu estou em constatante reinvencão de mim mesma...estou sempre num estado de atenção percebendo o meu entorno...eu não tenho muito filtro... todos os meus amigos artistas me influenciam... tenho olhado alguns video-artists contemporâneos do mundo todo...fico ligada o tempo todo ao que está acontecendo

Você é uma artista contemporânea utilizando fotografia, vídeo, performance e pintura, como eles se integram e você tem preferência por algum?
Hum...a pintura eu estou cada vez mais distante dela, apesar de ter colocado todas as últimas do ano passado numa parede aqui no meu studio...elas me fazem companhia olho prá elas com carinho...mas não estou pintando...Estou muito apaixonada pela fotografia e pelo video...mas estou pensando em algumas instalações também...

Como você descreve seu trabalho?
Hum...acredito que seja um trabalho de permanente invenção...agora acabo de fazer um barco para a exposição Black Tie, que abriu dia 02 maio...

Você acabou de participar do Salão de Fortaleza, qual a importância dos salões para o artista?
Ter passado pelo olhar dos curadores do 62ºSalão Abril , o Andréz Hernández, o Agnaldo Farias e a Ana Valeska Maia e ser selecionada me diz que o meu trabalho está conversando um pouco com o que está ocorrendo nas artes visuais no Brasil. Foram 600 trabalhos inscritos...Estive no ArtePará 2010 e foi maravilhoso também!!

Que dificuldades você vê para um jovem artista ser representado por uma galeria?
Não sei ainda não tenho galeria...enquanto isso sigo fazendo meus trabalhos...

É possível viver de arte no Brasil?
Eu estou apostando que é possível...

Além de orientações de professores e estudo de texto sobre arte, que outras atividades influenciam na formação d eum artista?
Tudo influencia, pois o artista é constituído por todas as suas escolhas: o que ele vê, o que ele lê , seu fóco e disciplina ...e também seu emocional, suas amizades, seus contatos, como ele administra isso, seu nível de ansiedade ...

Qual o significado de uma Bienal para você?
Nossa !! Me emociona ter a oportunidade de visitá-las !, pois é um empreendimento colossaaaaaaaal !!! As vezes é difícil conseguir ver tudo numa Bienal...mas é emocionante sempre !!!

A mulher tem o mesmo espaço no mercado de arte do que o homem?
Sim, a mulher e o homem tem que estar com foco...muito foco e disciplina

Você tem uma rotina de trabalho?
Tenho sim, e gosto muito de acordar cedo, cedo tipo 7 hs porque quando tenho que ir preparar algum trabalho vou ao centro de Niterói comprar algum material para trabalho...to sempre inventando algo novo. E chegar cedo me ajuda a render o dia...depois como ainda é cedo vou adiantar alguma compritas de legumes , verduras e frutas de bike. Sou vegetariana e faço a minha própria comida e cuido da minha casa ...depois vou trabalhar no projeto que estou preparando, ler um pouco e pensar , raciocinar em novos propostas de trabalho...

Quais são seus planos para o futuro?
Bom o futuro é construído por TODOS os nossos movimentos do agora...portanto eu acredito que o futuro vai ser mais acelerado ,corrido, com mais exposições, trabalhos cada vez + bem pensados e realizados...mais exposições fora do Rio...

O que você faz nas horas livres?
Horas livres agora representam estudar mais , ir a um opening, ler as leituras atrasadas, ligar p/ um amigo e ir ver 1 filme realmente bom...Horas livres prá mim agora representam a possibilidade de trabalhar nos meus projetos...Nesses feriados agora da Páscoa, eu optei em ficar totalmente imersa aqui no meu studio/casa trabalhando e colocando as leituras em dia...pensando em novos projetos...!!


Capa de DVD




No Ar Leve


No Mar Leve 1

No Mar Leve 2

Tou Tou


Nenhum comentário:

Postar um comentário