terça-feira, 1 de junho de 2010

O Encontro entre Mara Martins e Louise Bourgeois







Mara Martins





MF: Mara você poderia contar como foi seu encontro com Luoise Burgeois?
Mara: Estive em sua casa / ateliê no Chelsea, em novembro de 2000, no encontro promovido por ela nas tardes de domingo. Ali se reuniam artistas, fotógrafos, críticos, estudandes de diferentes lugares para conhece-la e trocar idéias sobre seus próprios processos de trabalho. Era um encontro informal, mas era necessário o agendamento próprio e chegar pontualmente às 15 horas. Nesse dia, éramos um grupo de dez pessoas. Fomos recebidas por uma jovem videomaker encarregada de registrar essas reuniões. Ela nos conduziu a uma grande sala, que parecia ser o escritório. Havia desenhos e anotações penduradas nas paredes.
 
MF: Como foi a chegada de Louise e qual foi sua impressão sobre o encontro?
Mara: Louise chegou através da cozinha, localizada num cômodo ao lado, arrastando seus chinelinhos. Sentou-se numa cadeira sobre duas almofadas, por trás de uma frágil mesinha. Dali ela dirigiu a reunião. Ouviu atentamente cada visitante e opinou de maneira bastante aguçada e crítica sem nenhum senso de humor.

MF O que você mostrou para ela?
Mara: Nessa época eu desenvolvia uma série de bordados pornográficos sobre peças de enxoval e Louise Bourgeois era uma referência forte na construção desta linguagem















Nenhum comentário:

Postar um comentário